APOS PERCORRER 800 KM EQUIPE DEFINE LOGISTICA DA ETAPA TERRESTRE DO RIBEIRINHO CIDADAO IX

29/01/2016 29/01/2016 14:50 632 visualizações

Sem improvisos. Esse foi o principal objetivo dos coordenadores do Ribeirinho Cidadão IX, defensor público Air Praeiro e juiz de Direito José Antônio Bezerra Filho, ao percorrer previamente os cerca de 800 quilômetros da etapa terrestre do projeto, que se inicia em 12 de fevereiro.

De acordo com o defensor, com esta visita foi possível dimensionar a situação das estradas, definir os locais onde a equipe irá se acomodar, alimentação, bem como divulgar as datas em que o projeto passará por cada comunidade.

“Conseguimos otimizar toda a logística da parte terrestre e, com isso, não perderemos tempo com deslocamentos inúteis. Além disso, já identificamos problemas que poderão ser resolvidos antes mesmo do projeto começar, como a queda de energia que perdura há meses nas comunidades. Iremos notificar a concessionária para que solucione o problema”, destacou Praeiro.

O defensor também ressaltou o apoio irrestrito da Prefeitura de Santo Antônio de Leverger, cujo chefe de gabinete, Pedro Ribeirinho Filho, acompanhou a visitas. “O transporte que será disponibilizado pela prefeitura, por exemplo, irá fomentar o atendimento, ampliando ainda mais o número de ribeirinhos abrangidos pela expedição”.

Já o magistrado pontuou que essa visita proporcionou à equipe mensurar as demandas reprimidas, possibilitando a organização dos serviços primordiais em cada região. “Agora sabemos o que nos espera e também garantimos o apoio da Funasa, que cederá mais médicos para o atendimento na Reserva Indígena Gomes Carneiro”.

O chefe de gabinete do Prefeito Valdir Castro Filho, por sua vez, ressaltou que o projeto ser lançado no município onde tudo começou auxiliará na recuperação da autoestima da população. “O Ribeirinho vai ao encontro das necessidades da população e, por isso, neste ano resolvemos colocar o município em destaque novamente. Todos já estão na expectativa e a prefeitura tem obrigação de fazer sua parte. Santo Antônio está de braços abertos para receber esse projeto”.

Também acompanharam os trabalhos o defensor público Joaquim Abinader e a equipe de apoio estratégico formada pelos servidores Iraildes Rocha, da Defensoria Pública, Adejanir Vieira de Almeida, da Politec e Rinaldo Wagner de Almeida, do Detran.

O Ribeirinho

Com duração de 17 dias, o projeto, cujo intuito é prestar assistência jurídica e social de forma integral e gratuita a quase 40 comunidades localizadas às margens dos rios da região de Santo Antônio de Leverger a Poconé, é dividido em duas etapas, sendo que a fluvial será realizada de 12 a 21 de fevereiro e a terrestre de 23 a 29.

Neste ano a expedição contará com 65 profissionais entre defensores, juízes, médicos, promotor de Justiça, oftalmologistas, dentistas e outros profissionais aptos a solucionar questões jurídicas e sociais. Durante todo projeto são emitidos documentos como Identidade Civil, Carteira de Trabalho e CPF e doados óculos, medicamentos e peças de vestuários, estas cedidas pela Receita Federal e distribuídas aos ribeirinhos mediante entrega de lixo retirado das margens dos rios. Também são realizadas dinâmicas de educação ambiental.

Idealizado pela Defensoria, o Ribeirinho é realizado em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Governo do Estado, Tribunal Regional do Trabalho, Ministério Público Estadual, Juizado Volante Ambiental, INSS, Assembleia Legislativa, Ministério do Trabalho e Emprego, Receita Federal, Incra, Secretaria Estadual de Segurança Pública e de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, SAMU, Sesc Pantanal, Prefeituras de Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço, Juscimeira e Poconé, Comando-Geral da Polícia Militar do Estado, Universidade Federal de Mato Grosso, Doctor Master Medicamentos Odontológicos, Comércio de Medicamentos DMC, distribuidoras de medicamentos Mega Farma e Quality Farma, Colônia de Pescadores Z5, AMEC e médicos voluntários.

Fonte: ANADEP